Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

BPI. Osório de Castro aprovado por 99,9% como presidente da assembleia geral

  • 333

Na primeira sessão desta sexta-feira, os acionistas do BPI elegeram a nova Mesa da Assembleia Geral. Osório de Castro foi aprovado por 99,9% dos votos. Segue-se a segunda AG para tratar da desblindagem

Na primeira de duas sessões que decorrem esta sexta feira no auditório de Serralves, os acionistas do BPI elegeram a nova Mesa de Assembleia Geral, proposta pelo Conselho de Administração (CA). Osório de Castro é o novo presidente, tendo como vice Agostinho Cardoso Guedes, um outro jurista da sua sociedade de advogados.

A aprovação da lista precisava de maioria simples e contou com 99,9% de votos favoráveis, suscitando uma inesperada unanimidade. Está representado 83,5% do capital do banco.

A eleição da nova Mesa, a seis meses do fim do mandato dos atuais órgãos sociais, decorre da renúncia da anterior, presidida por Miguel Veiga. Debilitado, Miguel Veiga já não exercia funções há vários meses e deixara a condução das últimas assembleias ao seu vice, Manuel Cavaleiro Brandão.

Aliás, foi Cavaleiro Brandão que convocou a segunda assembleia desta sexta-feira para decidir sobre a desblindagem dos estatutos e permitir que os acionistas possam traduzir em votos todas as ações que detém. A participação do CaixaBank no BPI é de 45,1%.

Desblindagem segue dentro de momentos

Na sua proposta, o CA explicava que a renúncia da anterior Mesa tornava inevitável uma nova eleição para assegurar o bom funcionamento da AG. Mas a escolha de Osório de Castro, calejado em litigâncias e de caráter guerreiro, não será inocente, tendo em conta o ambiente de turbulência em que o banco se move, com dois blocos (CaixaBank e Isabel dos Santos) em guerra aberta.

Os outros dois elementos da anterior Mesa (Alexandra Magalhães e Luís de Sousa Amorim) transitaram para a equipa de Osório de Castro.

Em Serralves, a AG II do BPI, eventualmente turbulenta e litigante, segue dentro de momentos. Osório de Castro terá uma estreia desafiante e exigente.