Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

BCP penaliza resultados do espanhol Sabadell em 92 milhões de euros

  • 333

Tiago Miranda

O Sabadell, que é o segundo maior acionista do banco português, reconheceu nas suas contas do segundo trimestre uma perda com a desvalorização das ações do BCP. Apesar disso, o lucro do banco espanhol acabou por crescer mais de 20% no primeiro semestre

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

A desvalorização das ações do BCP provocou ao banco espanhol Sabadell uma perda de 92 milhões de euros nas contas do segundo trimestre deste ano, segundo informou o Sabadell na apresentação ao mercado dos seus resultados trimestrais.

O banco espanhol viu-se obrigado no segundo trimestre a constituir provisões adicionais nas suas contas e a reconhecer uma nova desvalorização da sua participação no BCP, que no final de 2015 se situava em 5,07%, fazendo do Sabadell o segundo maior acionista do BCP, apenas atrás da Sonangol (17,84%).

Esta sexta-feira as ações do BCP estão a negociar ligeiramente acima dos 2 cêntimos de euro, um valor ainda distante dos 7,9 cêntimos que os títulos valiam em bolsa há um ano.

Apesar do impacto negativo da participação no BCP, o Sabadell fechou o primeiro semestre do ano com um lucro de 425,3 milhões de euros, mais 20,3% do que no mesmo período do ano passado.

A primeira metade do ano foi marcada por um aumento da receita com comissões, pela contenção de custos e pela primeira subida no volume de crédito concedido desde 2012.