Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Onde anda o dinheiro das marcas?

  • 333

Unilever-Jerónimo Martins é o maior anunciante e a televisão é o meio de comunicação mais procurado para fazer publicidade no primeiro semestre do ano

A Unilever-Jerónimo Martins (que comercializa Dove, Olá e Skip, entre outras marcas) foi a empresa que mais investiu em publicidade, a preços de tabela, nos primeiros seis meses do ano, com um total acumulado de €152,8 milhões, de acordo com os dados da MediaMonitor. A televisão é o meio de comunicação mais procurado para anúncios, com investimentos de €2,9 mil milhões no período em análise, enquanto a Havas Worldwide é a agência de publicidade cujos clientes investem mais em publicidade.

O mercado publicitário no primeiro semestre valeu €3,7 mil milhões (no total de 2015 representou €7 mil milhões), números que não contabilizam os descontos praticados pelos meios de comunicação, aos quais se somam ainda o rappel (desconto feito em função do volume comprado), por se tratarem de valores apurados a partir dos preços de tabela e do número de inserções publicitárias das marcas.

Nos meios de comunicação preferidos pelos anunciantes, a televisão é o favorito, surgindo em segundo lugar, e a uma longa distância, a Internet, com investimentos de €290 milhões no período em análise, seguida pelos jornais e revistas (€278 milhões). As três últimas posições da tabela de meios são ocupadas, por ordem decrescente, pela publicidade exterior (€166 milhões), rádio (€124 milhões) e cinema (€12,7 milhões).

Em termos dos anunciantes, as nove primeiras posições, depois da Unilever-Jerónimo Martins, são ocupadas pelo Continente (€95,8 milhões), a European Home Shopping (€92,1 milhões), a Reckitt Benckiser (€89,7 milhões), a Vida Melhor (€85,1 milhões), a PT (€84,2 milhões), a Nos (€77,4 milhões), a Procter & Gamble (€70,6 milhões), a Vodafone (€70,7 milhões) e a L’Oreal (€66 milhões).

Nas agências de publicidade, o ranking é liderado pela Havas Worldwide (€272 milhões), seguida pela Fuel (€230 milhões), Y&R (€207 milhões), Partners (€178 milhões) e JWT (€176 milhões). Nas agências de meios, a MEC vai à frente com investimentos de cerca de €398 milhões, à qual se sucedem a OMD (€371 milhões), a Initiative (€324 milhões), a Arena (€317 milhões) e a Carat (€272 milhões).