Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Mantém-se o suspense sobre a capitalização da Caixa

  • 333

Nuno Fox

Bruxelas diz que há um diálogo construtivo com o Governo português, mas continua a pedir informação sobre o plano

A capitalização da Caixa Geral de Depósitos (CGD) continua a marcar passo na Comissão Europeia e há uma cortina de fumo sobre as negociações entre Bruxelas e o Governo. A resposta da comissária para a Concorrência, Margrethe Vestager, esta semana, mostra que há ainda um longo caminho a percorrer. “É um trabalho que avança. Diria que é muito construtivo, mas é muito cedo para dizer quando haverá uma decisão final”, disse Vestager, quinta-feira, em Bruxelas. Aliás, a 23 de junho, a Comissão convidou Portugal a dar “mais informação detalhada para garantir progressos na avaliação”.

A comissária admitiu que os avanços na avaliação à capitalização do banco público português dependem dos próximos passos do Governo de António Costa. Quais? Não se sabe. O ministro das Finanças, Mário Centeno, não abre o jogo, e Vestager também não. “Claro que muito depende do Governo e das autoridades portuguesas, do que irão fazer para que o processo avance”. Sobre isso pouco se sabe. Questionado pelo Expresso, o Ministério das Finanças não esclareceu se a República Portuguesa já notificou Bruxelas do plano de recapitalização da Caixa, e se o fez quando foi. É um passo fundamental para que o processo evolua.

Leia mais na edição deste fim de semana