Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Economia chinesa cresce 6,7% entre abril e junho

  • 333

Desempenho da segunda maior economia do mundo está em linha com expetativas do governo atingir um crescimento de pelo menos 6,7% este ano

A economia chinesa fechou o segundo trimestre do ano com um crescimento de 6,7% do PIB face a período homólogo. Comparativamente aos primeiros três meses do ano, o crescimento foi de 1,8%.

"Os números do PIB estão em linha com as expetativas gerais", comenta Chen Xingdong, o ecnomista chefe do BNP Paribas SA para a China em Pequim, citado pela agência Bloomberg.

O índice de produção industrial cresceu 6,2% em junho, comparativamente ao mesmo mês do ano passado, aos 6% do Maio último e às projeções que aponavam para uma taxa de 5.9%. As vendas no retalho subiram 10,6%, acima da estimativa de um crescimento de 9,9%.

Os números, dizem os analistas, pocdm indicar uma tendência de recuperação da economia chinesa, em reação às medidas de estímulo do crescimento económico, mas é a taxa de crescimento trimestral do PIB mais baixa registada no país desde 2009.

Depois de três décadas a crescer a uma média próxima dos 10% ao ano, o crescimento da economia chinesa em 2015 foi de 6,9%, o nível mais baixo em mais de 20 anos.

Num comentários aos números hoje divulgados, o porta-voz do Gabinete de Estatísticas da China, Shen Laiyun, refere as "complicadas condições internas e externas" e as "pressões cada vez maiores" que o país enfrenta, mas sublinha que a economia dá sinais de "estabilidade" e apresenta uma "base sólida" para alcançar a meta definida.

No entanto, alerta para as dificuldades que o país enfrenta a nível interno e externo e a necessidade de dar continuidade ao plano de reformas estruturais do país, enquanto se potencia a procura.