Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Mobiliário. Em 10 anos desapareceram mais de 2000 empresas

  • 333

No espaço de uma década, o sector do mobilário para o lar passou de 6000 fabricantes para 3850

Em 10 anos, o sector de mobiliário para o lar perdeu mais de 2000 empresas, segundo um estudo da Informa D&B divulgado esta quinta-feira.

Em 2015, a indústria registava 3850 empresas em atividade (22145 assalariados), um universo que compara com 6000 fabricantes em 2004. Ainda assim, o sector dá sinais de recuperação tendo o número de empresas subido 2,2%. A D&B releva que 85% do total de empresas emprega menos de 10 trabalhadores, traduzindo a "grande atomização" que caracteriza o tecido empresarial do mobiliário para o lar.

Procura e importações crescem

Analisando o desempenho do mercado em 2015, o estudo da Informa D&B regista “o crescimento da procura interna” após a redução severa (30%) acumulada no período 2011/13. O mercado, em 2015, valeu em 385 milhões de euros - um crescimento de 6,9%, superior ao do ano anterior (6%). As importações estiveram em alta (17%), com um desempenho superior ao mercado. Pesaram 131 milhões no prato da balança comercial.

Na frente industrial, a produção portuguesa foi de 732 milhões, com os mercados externos a representarem 65% da faturação.