Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Tailandeses investem €15 milhões na renovação do hotel Tivoli Lisboa

  • 333

Dilip Rajakarier, CEO da Minor, proprietária da cadeia Tivoli, à porta do hotel na Avenida da Liberdade que vai ser remodelado em dezembro

José Caria

A vaga de remodelações dos hotéis Tivoli está a avançar a todo o gás

O grupo tailandês Minor, agora dono da cadeia do ex-grupo Espírito Santo, prossegue o plano de investir €60 milhões em dois anos na renovação de todos os hotéis e “pôr a marca Tivoli num bom padrão e no nível de preço adequado”, como frisa o presidente-executivo, Dilip Rajakarier. Depois de o hotel Tivoli Marina em Vilamoura, onde foi concluído o investimento de €4 milhões numa “remodelação radical” que envolveu todos os quartos e a própria fachada, outra próxima grande obra será do Tivoli Lisboa na Avenida da Liberdade, onde a fasquia já sobe para €15 milhões.

“Os hotéis Tivoli são muito bonitos, o problema é que estavam antiquados e alguns não tinham intervenção há 25 anos. Como se sabe, os hotéis não eram o negócio principal dos anteriores donos, e muitos dos hotéis não foram mantidos num bom padrão, como nós fazemos”, salienta o presidente da Minor.
O grupo tailandês também já concluiu a renovação dos quartos do Tivoli Oriente, no Parque das Nações em Lisboa, projeto em que investiu €2 milhões. E este mês será iniciada a intervenção no centro de conferências do hotel, que irá envolver mais €1 milhão. Em Vilamoura, no hotel Tivoli Marina que acabou de ser renovado, a Minor vai investir mais €7 milhões na criação de um grande centro de congressos a iniciar no final do ano, além da intervenção no Tivoli Victoria com vista à sua reconversão num resort Anantara.

No Brasil, os dois hotéis Tivoli (em São Paulo e Praia do Forte) também foram alvo de uma intervenção que totalizou €10 milhões, envolvendo a totalidade dos quartos, além de restaurantes ou piscinas.

Leia mais na edição deste fim de semana