Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Portugal regressa ao mercado na próxima quarta-feira

  • 333

O IGCP vai realizar a 13 de julho dois leilões de dívida obrigacionista a vencer em 2022 e 2026 com o objetivo de colocar no conjunto entre 1000 a 1250 milhões de euros. Será a primeira operação do terceiro trimestre

Jorge Nascimento Rodrigues

O Tesouro português vai voltar na quarta-feira, 13 de julho, ao mercado obrigacionista para colocar entre 1000 a 1250 milhões de euros em leilões de duas linhas de Obrigações a vencerem em outubro de 2022 e julho de 2026. Estas linhas servem de referência a 6 e 10 anos atualmente. A primeira foi lançada por uma operação sindicada em setembro do ano passado e a segunda através do mesmo tipo de operação em janeiro de 2016.

A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) tinha anunciado no seu programa para o terceiro trimestre o recurso a leilões ou operações sindicadas de obrigações com um montante de colocação naquele intervalo. Esta será a primeira operação do trimestre.

A 9 de março deste ano, o IGCP colocou através de leilão 621 milhões de euros na linha a vencer em 2026, pagando uma taxa de colocação de 3,14% e registando uma procura 1,6 vezes superior à colocação. A 6 de abril, realizou uma segunda operação sindicada na linha a vencer em 2022, tendo, então, colocado 1000 milhões de euros pagando uma yield de 2,576%.