Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Governo estuda leilões para elétricas

  • 333

Central a gás no Pego recebe €5 milhões anuais de garantia de potência

Tiago Miranda

Alteração do incentivo de garantia de potência é avaliada no âmbito da análise às rendas da energia

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

O incentivo que o Estado dá aos grandes produtores de eletricidade através do mecanismo de garantia de potência pode vir a sofrer alterações. O Expresso sabe que o Governo está a avaliar a possibilidade de sujeitar a atribuição daquele incentivo a um processo de leilões, uma prática já seguida em vários mercados europeus, como o Reino Unido, Bélgica e Suécia.

A garantia de potência é uma remuneração específica de alguns produtores de eletricidade, nomeadamente a EDP e a Endesa, que custa €20 milhões por ano aos consumidores (até 2011 chegou a custar €60 milhões anuais). A termoelétrica da EDP no Ribatejo é a central que mais recebe (€7 milhões), seguida da central da Elecgas no Pego (€5 milhões).

Esta verba remunera as centrais pela disponibilidade para funcionar como uma estrutura de segurança do sistema elétrico, garantindo que elas podem ser acionadas sempre que haja quebras das fontes intermitentes (como as eólicas).


Leia mais na edição deste fim de semana