Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

IGCP não vai alterar planos de emissão de dívida

  • 333

Cristina Casalinho, presidente da entidade que gere a dívida portuguesa, garante que o Brexit não vai alterar a estratégia para os próximos meses.

A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) não vai mudar a estratégia de emissão de Obrigações do Tesouro por causa do referendo inglês. A garantia foi dada ao Expresso pela presidente do IGCP, Cristina Casalinho, ao dizer que “os planos de financiamento não se alteram e temos €6,7 mil milhões para emitir”.

Cristina Casalinho refere ainda que, a partir de agora, todas as emissões de obrigações servirão para pré-financiar 2017 já que as necessidades para este ano estão cobertas e o objetivo do IGCP é manter a almofada de liquidez nos 6,6 mil milhões.

O plano de financiamento para o terceiro trimestre vai ser divulgado na próxima semana. A estratégia até final do ano é obter financiamento suficiente para manter a almofada que já transitou de 2015. As emissões atualmente previstas prevéem já o reembolso antecipado de €2,6 mil milhões ao Fundo Monetário Internacional (FMI).

O Estado quer pagar 6,6 mil milhões ao FMI este ano mas os restantes 4000 milhões estão dependentes da recuperação, por parte do IGCP, de empréstimos ao Fundo de Resolução ou das CoCo´s (dívida convertível contigente).