Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Inflação mantém-se negativa na zona euro

  • 333

Portugal não acompanhou a média e foi um dos países onde a inflação mais subiu em maio

A taxa de inflação na zona euro mantém-se negativa. De acordo com os dados divulgados esta quinta-feira pelo Eurostat, o gabinete de estatística da União Europeia, a taxa de inflação homóloga subiu dos -0,2% que registava em abril para os -0,1% em maio – quer para os 19 países da zona euro, quer para a União Europeia (UE).

Em maio de 2015, a inflação homóloga estava nos 0,3%, em ambos os blocos.

Um ano depois, 16 dos 28 Estados-membros registaram taxas de inflação negativas, com a Bulgária (-2,5%), o Chipre (-1,9%) e a Roménia (-0,3%) a registarem os valores mais baixos. Todavia, os preços subiram nos restantes 12 países da UE, incluindo Portugal, que registou uma taxa de inflação homóloga de 0,4%. Com a Bélgica (1,6%), Malta (1,05) e Suécia (0,8%), registou uma das maiores taxas de inflação.

De acordo com o Eurostat, que também divulga os diferentes componentes da inflação, os preços dos combustíveis para transporte foram os que mais caíram (-0,53 pontos percentuais), tal como os dos combustíveis líquidos (-0,20 pontos percentuais) e os do gás (-0,13 pontos percentuais).

Pelo contrário, os preços nos restaurantes e cafés (0,12 pontos percentuais) e dos arrendamentos e do tabaco (0,07 pontos, ambos) foram os que mais aumentaram.