Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Neeleman: “95% dos americanos não conhecem Portugal, mas querem conhecer”

  • 333

FOTO JOSÉ CARLOS CARVALHO

Na inauguração da nova rota para Boston, o acionista privado da TAP mostrou-se satisfeito com a elevada procura pelo voo, que irá beneficiar a comunidade portuguesa e os americanos que querem descobrir Portugal. Para já não estão previstas novas rotas, mas Canadá estará entre os “próximos destinos”, garante David Neeleman

Liliana Coelho

Liliana Coelho

em Boston

Jornalista

“95% dos americanos não conhecem Portugal, mas querem conhecer”. Esta é pelo menos a convicção de David Neeleman, empresário brasileiro e acionista da TAP, que se manifestou satisfeito pelo facto de os voos da companhia aérea portuguesa entre Lisboa e Boston estarem a registar uma taxa de ocupação de 90%.

“Até há pouco tempo nunca tinha estado em Portugal e penso que os americanos têm o mesmo sentimento de surpresa perante a gastronomia, os vinhos, a história e a hospitalidade”, afirmou David Neeleman, durante a cerimónia da inauguração da nova rota no Aeroporto Internacional de Logan, em Boston.

O empresário sublinhou a importância da nova rota da TAP para a comunidade portuguesa na cidade norte-americana e a oportunidade para os norte-americanos partirem à descoberta de Portugal. “Esta rota é muito importante. Boston é muito próxima de Portugal em muitas áreas. Há muitos portugueses a viver aqui, os voos já estão a encher e muita gente nos EUA quer conhecer Portugal”, insistiu.

Questionado sobre novas rotas, Neeleman disse que não estão previstas para já novidades, mas garantiu que o Canadá se encontra entre os próximos destinos. “Montreal, Toronto, mas também Washington, Providence, serão novas apostas quando os aviões A321 começarem a chegar. Vamos fazer para os EUA o mesmo que fizémos no Brasil. Também haverá novas rotas para o nordeste com os A321”, afirmou.

Recorde-se que no passado dia 1 de junho, a TAP celebrou um acordo de “code share” com a Jetblue, que possibilitará à companhia aérea portuguesa adicionar 34 novas rotas nos EUA, nomeadamente S. Francisco, Los Angeles, Washington, Chicago, Las Vegas, Orlando, Detroit, New Orleans, Savannah, San Juan, Richmond e Tampa.