Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Petróleo acima de 52 dólares, bolsas europeias em queda

  • 333

O preço do barril de Brent prossegue a trajetória de alta acima de 50 dólares. Zurique e Madrid lideram descidas nos índices das bolsas europeias. BCE iniciou programa de compra de títulos de dívida empresariais

Jorge Nascimento Rodrigues

O preço do barril de petróleo de Brent, a variedade europeia de referência internacional, flutua em torno de 52,2 dólares desde as 11h30 (hora de Lisboa), fixando novos máximos do ano. O preço do Brent fechou em 50,48 dólares a 6 de junho e em 51,50 dólares a 7 de junho. O mínimo do atual ciclo do preço do Brent, desde o pico de junho de 2014, registou-se a 20 de janeiro de 2016, caindo para o patamar dos 27 dólares.

As bolsas europeias estão em queda, com exceção de Londres, cujo índice FTSE 100 está ligeiramente acima da linha de água. No topo das descidas nas principais praças financeiras europeias, estão os índices SMI de Zurique e Ibex 35 de Madrid, que recuam mais de 0,5%. O índice PSI 20, da bolsa de Lisboa, perde 0,26%.

O índice Eurostoxx 50 (das cinquenta principais cotadas da zona euro) cai 0,43% e o índice Eurostoxx 600 (abrangendo 600 títulos em 18 países europeus) perde 0,4%.

Riscos de Brexit (na sequência de vitória eventual da opção de saída do Reino Unido da União Europeia no referendo de 23 de junho, segundo várias sondagens recentes) e impacto negativo da revisão em baixa das previsões de crescimento mundial (de 2,9% para 2,5%) e dos Estados Unidos (de 2,7% para 1,9%) para 2016 pelo Banco Mundial (BM) estão a influenciar o sentimento negativo dos investidores na Europa. As previsões do BM para a economia mundial e os EUA são mais pessimistas do que as do Fundo Monetário Internacional divulgadas em abril. O BM alinhou a sua previsão para o crescimento europeu pela última projeção do Banco Central Europeu (BCE), ou seja, 1,6% em 2016.

A sessão asiática desta quarta-feira fechou com o índice MSCI para a região a subir 0,5%. No dia anterior, o índice mundial MSCI avançou 0,58%, com os índices da Ásia Pacífico e da Europa a subirem mas de 1%.

O BCE iniciou esta quarta-feira o programa de compra nos mercados primário e secundário de dívida emitida por empresas (excluem-se bancos, mas incluem-se companhias de seguros) com maturidades entre 6 meses e 30 anos. A Bloomberg estima que possam ser elegíveis 1049 títulos e que o universo envolvido valha 620 mil milhões de euros, com um ritmo de aquisições nos dois mercados entre 5 a 10 mil milhões por mês até março de 2017. A Morgan Stanley aponta para 675 mil milhões de euros.

  • O Banco Mundial é mais pessimista do que o FMI sobre o comportamento da economia global e dos EUA em 2016 e alinha a previsão para a zona euro com a última atualização realizada pelo BCE na semana passada que aponta para 1,6% este ano. Riscos para a economia mundial agravaram-se