Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Luís Filipe Vieira é o presidente com mais dinheiro aplicado na SAD do clube

  • 333

Tiago Miranda

Vieira reduziu há dois anos a sua participação na SAD do Benfica mas bate Pinto da Costa e Bruno de Carvalho no investimento de ações da SAD a que presidem

Luís Filipe Vieira é o presidente de clube com mais dinheiro investido na sociedade cotada. O presidente do Benfica detém 753 mil ações, representando uma participação de 3,28% da Sociedade Anónima Desportiva (SAD) do Benfica.

Já a vocação acionista de Pinto da Costa traduz-se na posse de 250 mil ações (1,11% do capital) da SAD do FC Porto. Bruno de Carvalho é o presidente menos exposto ao desempenho bolsista da SAD a que preside, declarando 12 mil ações (0,018%) do Sporting.

Vieira vendeu em alta

O presidente do Benfica já teve até uma maior exposição acionista a sua SAD. Mas, há dois anos vendeu vários lotes de ações (96 mil no total) a preços unitários que variaram entre os 2,32 e os 3 euros.

Na altura o encaixe foi de 250 mil euros. Atualmente, as ações do Benfica valem em bolsa menos de um euro – 92 cêntimos foi o preço de fecho na última semana.

Tendo em conta a atual capitalização bolsista das SAD's, o investimento de Vieira vale 692 mil euros, de Pinto da Costa 152 mil e Bruno de Carvalho 7320 euros. A SAD do FC Porto é a que regista um menor valor em bolsa (13 milhões), quase metade da capitalização do Sporting (23 milhões). O Benfica está nos 21 milhões.

O somatório das capitalizações não chega para pagar a cláusula de rescisão da promessa Gonçalo Guedes (60 milhões)

Joaquim Oliveira salomónico

E se num quiz de futebol surgir uma pergunta sobre o que há de comum na estrutura acionista dos três principais clubes portugueses, escolha como resposta certa o nome de Joaquim Oliveira, o patrão da Olivesportos.

Joaquim Oliveira joga em todos os campos, uma espécie e tripla em versão SAD. A maior participação está no FC Porto (6,68%), mas a maior exposição é ao Sporting – 2,1 milhões de ações que lhe conferem 3,2%.

No Benfica, as 612 mil ações da Olivedesportos correspondem a 2,66% do capital. Mas, não é com estes investimentos que Joaquim Oliveira fica rico. No consolidado das SAD's, admitindo que investiu sem recurso a crédito, a sua fortuna é de 2 milhões de euros, face a um investimento na fundação das SAD's, da ordem dos 20 milhões.

Gestores não arriscam

Voltando aos gestores das SAD's, verifica-se que são raros os que se tentam pelo investimento nas empresas que dirigem.

No Benfica, as exceções são Rui Costa ( 10 mil ações) e Rui Cunha (500). Domingos Oliveira e José Euardo Moniz não são acionistas.

Reinaldo Teles (FC Porto), com 9850 ações e Carlos Vieira (Sporting) com 10 mil ações são os únicos que seguem os respetivos líderes.

Se Joaquim Oliveira é o denominador acionista comum, ele convive em cada SAD com parceiros de negócios diferenciados.

No caso do FC Porto, é o próprio irmão, com quem partilhou as acções no acerto de contas familiar. António Oliveira tem 1,65 milhões de ações (7,34% do capital). No Sporting, quem sobressai é Álvaro Sobrinho, com perto de 30% do capital. No Benfica, a estrutura, neste caso estrutura acionista, é mais diversificada, com Somague (3,6%), José Guilherme (3,7%) e Novobanco (8%) na equipa principal.