Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Investidor chinês na mira do Banco de Portugal

  • 333

O empresário e milionário Zheng Yonggang é um dos sócios principais da Level Constellation

Jose Carlos Carvalho

Regulador notifica bancos sobre suspeitas de branqueamento de capitais que recaem sobre a chinesa Level Constellation

O Banco de Portugal (BdP) emitiu em maio uma notificação para todos os bancos a operar em Portugal a dar conta das suspeitas de lavagem de dinheiro e branqueamento de capitais que recaem sobre a empresa de capital chinês Level Constellation.

Segundo o Expresso apurou, a nota em causa informa que qualquer operação ou movimentação de capitais feita por esta empresa através de entidades financeiras a operar em Portugal deverá ser de imediato comunicada Ministério Público e à Polícia Judiciária. Se assim não o fizerem, os bancos arriscam ser responsabilizados em eventuais futuras auditorias do BdP.

A Level Constellation tem como um dos seus sócios principais o empresário e milionário chinês Zheng Yonggang, dono da cadeia de moda chinesa Shanshan e apontado como um dos maiores produtores asiáticos de baterias de lítio.

No início de maio Yonggang esteve em Portugal em representação da Associação de Novos Empreendedores de Xangai e chegou a ser citado pela agência Lusa como tendo na agenda um almoço com o primeiro-ministro, António Costa. Um encontro que, no entanto, foi desmentido ao Expresso por fonte oficial de São Bento.

Na mesma ‘tournée’ por Portugal, Zheng Yonggang foi notícia nalguma imprensa desportiva por ter revelado que o Benfica estaria em negociações com várias empresas chinesas com o objetivo de estabelecer parcerias que poderiam gerar ao clube da Luz um encaixe financeiro substancial.

“O investimento nas ações da SAD, na construção de novas instalações desportivas, na participação em transferências de jogadores ou na formação de jovens jogadores são algumas das possibilidades em análise”, referiu então Zheng Yonggang.

Ao Expresso, fonte oficial do Benfica não fechou a porta à existência de contactos com alguns investidores chineses para estudar potenciais negócios, mas desmentiu que a Level Constellation fosse uma delas, garantindo mesmo desco- nhecer o nome desta empresa.

Além de referir-se ao Benfica, Yonggang foi citado nessas notícias em maio como admitindo “investir até 10 mil milhões de euros em várias áreas em Portugal” e como tendo estado reunido em Madrid, dias antes, “com Luís Figo e com o líder do Real Madrid, Florentino Pérez” para estudar outros potenciais investimentos.

Entre finais de 2015 e inícios de 2016, o grupo Level Constellation foi também notícia em vários meios portugueses — incluindo o Expresso — como estando a investir fortemente no sector do imobiliário em Portugal, nomeadamente pelo seu interesse em negociar a compra de vários imóveis detidos pelo Novo Banco.

No final do ano passado o grupo reclamava ter já uma carteira de imóveis avaliada em 20 milhões de euros, depois de ter investido, por exemplo, na compra dos antigos escritórios do Santander Totta na baixa de Lisboa, no negócio avaliado em mais de 7 milhões de euros e que deu origem ao projeto residencial Ouro Grand.

No início deste ano a empresa anunciou ainda a intenção de investir entre 100 milhões e 150 milhões de euros num só empreendimento de grandes dimensões, construído de raiz e a edificar no centro de Lisboa.