Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Sector da energia impulsiona aumento de 3,5% da produção industrial em maio

  • 333

A indústria da energia obteve uma taxa de variação de 22,7% da produção em abril. Só o sector de bens de consumo se comportou negativamente

A produção industrial aumentou 3,5% em abril, comparando ao mesmo mês de 2015, impulsionadas pelo agrupamento de energia, recuperando face à quebra homóloga de 0,4% em março, avança esta segunda-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Só o agrupamento de energia teve uma taxa de variação de 22,7% em abril, muito acima do crescimento de 3,7% registado no mês anterior, um desempenho que foi determinante para o aumento do índice agregado da produção industrial.

“O agrupamento de energia (…) determinou a variação positiva do índice agregado”, explica o INE, dando conta que a secção de eletricidade, gás, vapor, água quente e fria e ar frio passou de uma subida de 9,9% em março, para 35,4% em abril.

Também o agrupamento de bens intermédios contribuiu positivamente para o aumento de 3,5% do índice agregado, ao aumentar 3,7%, acima do crescimento de 1,5% do mês anterior.

O único contributo negativo foi o do agrupamento de bens de consumo, que caiu 4,2%, mas menos do que a queda de 4,3% em março.

Em termos mensais, e não homólogos, a secção das Indústrias transformadoras teve um aumento homólogo de 0,4%, quando no mês anterior tinha caído 1,6%, enquanto o índice das indústrias extrativas caiu 27,9%, depois de em março ter aumentado 10,7%.