Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Juros ‘zero’ poupam €426 milhões às famílias

  • 333

Mario Draghi, presidente do BCE, e Wolfgang Schäuble, ministro das finanças alemão, têm trocado criticas sobre a política monetária na zona euro

Fabrizio Bensch / Reuters

Portugueses já pagaram €520 milhões em juros por mês. Hoje são €94 milhões

O dia 9 de outubro de 2008 foi um dia histórico para as taxas de juro na zona euro. Foi o dia em que as taxas Euribor a três e seis meses tiveram o seu máximo: 5,448% e 5,393%, respetivamente. Passava um mês do estouro do Lehman Brothers nos EUA, os três maiores bancos islandeses tinham entrado em colapso, o índice norte-americano Dow Jones dos EUA vivia a pior semana de sempre e oito dos principais bancos centrais mundiais — Banco Central Europeu (BCE), incluído — avançavam com um corte coordenado de taxas de juro para tentar travar a crise que incendiava os mercados financeiros em todo o mundo. O disparo da Euribor era um dos sinais de que a banca estava no limite e o mercado interbancário poderia secar.

Mas, desde aí, tudo mudou. Os bancos centrais carregaram a fundo no acelerador, injetaram liquidez no sistema e as taxas começaram a descer. Só que esse final de ano foi de grande sobrecarga na carteira dos portugueses mais endividados. Entre setembro e dezembro de 2008, segundo cálculos do Expresso a partir de estatísticas do INE (taxa de juro implícita no crédito à habitação) e do Banco de Portugal (evolução dos empréstimos bancários), pagaram mensalmente mais de €500 milhões em juros pelo seu crédito à habitação. O valor só começou a diminuir na viragem para 2009.

Atualmente, os portugueses pagam menos de €100 milhões em juros por mês (ver gráfico). São menos €426 milhões mensais do que no auge da crise financeira. Uma descida que se acentuou a partir do verão de 2012 quando Mario Draghi, presidente do BCE, fez o célebre discurso em Londres onde garantiu que iria fazer tudo o que fosse necessário para salvar o euro. A diminuição da fatura resulta, em primeiro lugar, da menor taxa Euribor embora haja uma parte relacionada com o menor stock de crédito. A Euribor a 3 meses está hoje nos -0,258% e a taxa a 6 meses situa-se em -0,144%.

Leia mais na edição deste fim de semana