Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Eurogrupo aprova €10,3 mil milhões para a Grécia

  • 333

THIERRY MONASSE / AFP / Getty Images

Depois de 11 horas de reunião, os ministros das Finanças da zona euro decidiram que a primeira tranche de 7,5 mil milhões de euros chegará ao país em junho

Os ministros da zona euro acordaram esta quarta-feira, em Bruxelas, disponibilizar um total de 10,3 mil milhões de euros para a Grécia, no âmbito do terceiro resgate financeiro.

Depois de 11 horas de reunião, os ministros decidiram, já de madrugada, que a primeira tranche de 7,5 mil milhões de euros chegará ao país em junho, segundo o comunicado divulgado pelo Eurogrupo.

A Grécia poderá receber mais 2,8 mil milhões depois do verão caso cumpra os compromissos assumidos, segundo o acordo alcançado.

Na conferência de imprensa após a reunião, o presidente do Eurogrupo Jeroen Dijsselbloem indicou que um eventual alívio da dívida grega será avaliado no final do programa de resgate, a meio de 2018.

Também o comissário europeu dos Assuntos Económicos Pierre Moscovici saudou o "acordo decisivo alcançado hoje", comentando que se tratou de "um virar de página nesta longa história", possível graças ao empenho de todos.

O comissário sublinhou que "a Grécia deu provas de responsabilidade", com a adoção de pacotes de medidas muito exigentes mas que eram absolutamente necessários, e congratulou-se por terem sido acordadas as linhas gerais com vista a um alívio da dívida grega, que classificou igualmente como "um bom acordo", só possível após "negociações difíceis tanto no plano técnico como no plano político".

Questionado sobre o acordo alcançado, o ministro das Finanças Mário Centeno diz que o mesmo "reforça a confiança na capacidade da construção daquilo que é o projeto europeu, da União Económica e Monetária".

"O acordo reforça também a necessidade de todos trabalharmos juntos no Eurogrupo e em conjugação com as instituições, com a Comissão Europeia e o FMI (Fundo Monetário Internacional)", disse Centeno aos jornalistas portugueses.