Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Presidente da Partex prevê recuperação "consistente" do petróleo

  • 333

António Costa Silva admite que o Irão pode atrasar a recuperação dos preços, mas acredita que a cotação do crude subirá

Miguel Prado

O presidente executivo da Partex, petrolífera da Fundação Calouste Gulbenkian, António Costa Silva, prevê que o preço do petróleo vai recuperar, apesar das pressões de excesso de oferta que subsistem no mercado global.

"Penso que o preço vai recuperar de forma consistente mas lenta", afirmou o gestor durante uma conferência em Lisboa promovida pela associação AIPN e pela sociedade de advogados Vieira de Almeida.

António Costa Silva admite, contudo, que " a entrada do Irão no mercado pode atrasar essa recuperação dos preços".

O líder da Partex sublinha que no passado recente os agentes do sector petrolífero souberam gerir a desaceleração no consumo mundial, que gerou um excesso de produção, o qual foi aproveitado por alguns países para criar reservas de grande dimensão a um baixo custo.

António Costa Silva não tem dúvidas de que o controlo do mercado petrolífero global está a mudar. "Estamos a assistir à erosão do poder da OPEP", comentou o mesmo responsável, lembrando que em abril o príncipe da Arábia Saudita apresentou uma nova visão para 2030 que pretende diminuir a dependência daquela economia do petróleo.

Costa Silva notou ainda, na mesma conferência, que o mundo se tornará energeticamente mais dependente do gás, mas, referiu, as energias renováveis serão igualmente "cruciais" no futuro do planeta.

Segundo o presidente da Partex, no entanto, persistem desequilíbrios nas políticas seguidas em várias regiões do globo. "Nós na Europa estamos a importar carvão. E os Estados Unidos, que nem sequer aderiram ao protocolo de Quioto, estão a reduzir as suas emissões", observou o gestor.