Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

0,1. O pequeno número que permite falar de alívio da dívida pública em percentagem de PIB

  • 333

É o segundo trimestre consecutivo em que o peso da dívida no PIB está a cair

Em termos nominais, a divídia pública cresceu dois mil milhões de euros entre dezembro de 2015 e março de 2016, para 233,039 mil milhões de euros, mas em termos de percentagem de PIB caiu 0,1 pontos percentuais entre o valor registado no final do ano passado e o final do primeiro trimestre deste ano, de 129% para 128,9%.

É o segundo trimestre consecutivo em que é possível falar de alívio do endividamento público, considerando o seu peso na economia nacional, que está sob o escrutínio das instituições internacionais.

De acordo com a nota de informação estatística do Banco de Portugal (BdP), o valor de março reflete emissões líquidas positivas de títulos (1,4 mil milhões de euros), um aumento das responsabilidades em numérario e depósitos (0,5 mil milhões) e uma diminuição de empréstimos (0,3 mil milhões).

"O aumento da dívida foi acompanhado por um aumento menos acentuado dos ativos em depósito (1,1 mil milhões de euros), pelo que a dívida pública líquida de depósitos da administração central registou um aumento de 0,6 mil milhões de euros face ao mês anterior, ascendendo a 218,6 mil milhões de euros", refere o BdP.

De acordo com os objetivos definidos pelo Governo de António Costa, a dívida pública deve estar em 124,8% do PIB no final de 2016. As previsões da Comissão Europeia apontam para uma percentagem superior, nos 126%.