Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Receitas totais da Vodafone Portugal sobem 3,9% no último trimestre fiscal

  • 333

Mário Vaz, presidente-executivo da Vodafone Portugal

Alberto Frias

As receitas totais da Vodafone Portugal subiram 3,9% no trimestre terminado em março, face ao mesmo período de 2015, para 235,7 milhões de euros, mas caíram 0,2% no ano fiscal 2015/2016, anunciou esta terça-feira a operadora

De acordo com a operadora de telecomunicações liderada por Mário Vaz, em todo o ano fiscal de 2015/2016, as receitas totais ascenderam a 972,6 milhões de euros, mostrando "claros sinais de recuperação", face aos exercícios anteriores.

No quarto trimestre fiscal, terminado em março, "as receitas totais inverteram o ciclo de queda registado nos trimestres anteriores, ao subirem 3,9%", refere a operadora em comunicado, recordando que nos três meses anteriores a quebra tinha sido de 1,1%.

Já as receitas de serviço atingiram 221 milhões de euros no último trimestre fiscal, terminado em março, "um incremento de 3,5% face ao período homólogo".

Excluindo o impacto da redução das tarifas de terminação móvel, as receitas de serviço sobem 4,9% em termos homólogos.
No que respeita a todo o ano fiscal 2015/2016, as receitas de serviços aumentaram 0,3%, para 859,9 milhões de euros.

"Este desempenho positivo traduz uma recuperação nos resultados dos serviço móvel, impulsionado por uma oferta cada vez mais completa e competitiva, e um crescimento sustentado do negócio fixo, em particular da televisão por subscrição, na qual é o operador que mais cresce ao longo dos últimos 10 trimestres", referiu.

"De janeiro a março, as receitas do fixo avançaram 34,1%" em termos homólogos, para 40,7 milhões de euros, "suportadas no forte incremento da sua base de clientes (+28,1%), atingindo quase os 500 mil, dos quais 442 mil são clientes de banda larga", adiantou.

No último trimestre do ano fiscal, a Vodafone Portugal contava com 2,36 milhões de casas e empresas com a sua rede de fibra de última geração.

Relativamente à quarta geração móvel (4G), a Vodafone tem uma cobertura de 96% da população portuguesa, com o número de clientes a subir 182% num ano, para 828 mil. A utilização de dados móveis subiu 84%.

"A Vodafone Portugal fecha o exercício 2015-2016 com resultados que atestam a afirmação e a consolidação dos vários pilares da estratégia adotada. O compromisso em oferecer a melhor experiência e serviço aos clientes, diferenciado-nos da concorrência, o forte investimento na expansão e abrangência da rede fixa e móvel de última geração, o reforço da aposta nos segmentos empresarial e jovem, e o papel de referência em inovação indicam que continuamos a caminhar na direção certa", refere o presidente executivo da Vodafone Portugal, Mário Vaz, citado no comunicado.