Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Sonae compra 50% da Salsa

  • 333

Filipe Vila Nova mantem a presidência do grupo que fundou com os irmãos Beatriz e António, agora na Tiffosi. Sonae SR investe para acelerar a internacionalização

O grupo Sonae, através da Sonae SR, vai comprar 50% da IVN - Irmãos Vila Nova, dona da marca de jeanswear Salsa, com dois mil pontos de venda em 32 países e um volume de negócios de 106 milhões de euros.

O valor do negócio não foi divulgado, mas a Sonae, em comunicado, enquadra a operação na estratégia de "reforço da sua presença global, diversificação de estilos de investimento e potenciação de ativos e competências".

"A Salsa é hoje uma das melhores marcas portuguesas de moda, pelo que estamos muito satisfeitos com a celebração desta parceria que reforça a nossa estratégia de criação de um portfólio distintivo de marcas de retalho e a presença internacional das nossas atividades", afirma Miguel Mota Freitas, presidente executivo da Sonae SR, que ja está presente no negócio do vestuário com marcas como a MO, Zippy e Berg e comprou, no ano passado, a empresa grossistas espanhola Losan.

Filipe Vila Nova, presidente executivo da Salsa,considera que "esta joint-venture permite prosseguir com o caminho de desenvolvimento da marca, abrindo novas perspetivas e oportunidades de crescimento". O gestor considera, ainda, que "a cultura de inovação da Salsa está em total sintonia com a Sonae".

A marca portuguesa, criada em 1994, estreou-se na internacionalização em Espanha, em 2002, tem atualmente 56% do seu volume de negócios no exterior e emprega cerca de mil trabalhadores.

A Salsa nasceu na IVN, fundada em 1987 pelos irmãos Filipe, António e Beatriz, mas Filipe controla a empresa desde 2008, depois dos dois irmãos terem dado o salto para outro negócio, para relançar a Tiffosi, também especializada em jeans.

A concretização da operaçao aguarda, ainda, a aprovação da Autoridade da Concorrência e um conjunto de acordos com terceiros, refere o comunicado da Sonae.