Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Bolsas. Europa e Nova Iorque no vermelho

  • 333

Wall Street e Nasdaq abriram em queda enquanto as praças europeias, com exceção de Moscovo, negoceiam em terreno negativo. Milão lidera quedas. PSI 20 em Lisboa perde quase 1,5%. Preço do Brent em alta ligeira

Jorge Nascimento Rodrigues

As bolsas de Nova Iorque abriram esta quarta-feira pelas 14h30 (hora de Portugal) em terreno negativo. Os índices em Wall Street e no Nasdaq (bolsa das tecnológicas) estão a perder mais de 0,2%. Na Europa, a maré vermelha abrange quase todas as bolsas, com exceção de Moscovo, com os dois principais índices a subir mais de 1%, e de Londres, que negociava na linha de água. As quedas bolsistas europeias são lideradas pelo índice MIB de Milão que recua 1,8%, registando um afundamento das ações de dois bancos transalpinos, o Banco Popolare que perde 10,4% e o Banca di Milano que desce 7,6%.

Em Lisboa, o índice PSI caía 1,4% com três títulos a perderem mais de 2% - a Semapa, NOS e Jerónimo Martins.

No mercado petrolífero prosseguia, até à abertura de Nova Iorque, um movimento de subida do preço do barril pelo segundo dia consecutivo. Aquando da abertura de Nova Iorque, o preço do barril de Brent registava 45,6 dólares, um ligeiro aumento em relação ao fecho do dia anterior. No entanto, a trajetória intradiária é descendente desde o início da tarde na Europa, depois de um pico em 46,12 dólares Recorde-se que o preço do Brent subiu 4,2% na terça-feira depois de uma quebra de 3,74% na segunda-feira. Muitas sessões têm-se caracterizado por amplitudes significativas de variação, pelo que é difícil prever o valor de fecho do dia.

Esta quarta-feira, as bolsas da Ásia Pacífico fecharam em terreno "misto". Tóquio fechou "misto" bem como a China. Mas Hong Kong encerrou a liderar as quedas, com o Hang Seng a perder 1,16%. Na bolsa nipónica, o índice Nikkei 225 subiu 0,08% e o índice TOPIX recuou 0,04%. Na China, o índice composto de Xangai avançou 0,16% e o índice composto de Shenzhen recuou 0,62%.