Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Novo Banco faz despedimento coletivo de 100 funcionários

  • 333

Nuno Botelho

O Novo Banco quer concluir o processo de despedimento coletivo até ao final de maio. Funcionários em causa não aceitaram proposta de rescisão amigável

Todos os funcionários do Novo Banco que não aceitaram as condições de rescisão amigável propostas vão ser despedidos até ao final deste mês, conta o "Jornal de Negócios" esta quarta-feira. Ao todo, cerca de 100 trabalhadores vão ser alvo deste despedimento coletivo.

Na segunda-feira, quando estes funcionários chegaram aos seus locais de trabalho foram impedidos de trabalhar: os cartões de abertura de portas deixaram de funcionar, assim como o acesso ao sistema informático lhes foi retirado.

Estes funcionários fazem parte do grupo de 500 colaboradores do Novo Banco, que foram convidados a rescindir contratos - medida que resultou da intervenção do BES.

No final da semana passada, os trabalhadores receberam uma carta a dispensá-los da comparência no local de trabalho até 30 de maio, sem perda de ordenado. Esta não foi a primeira carta: antes já tinham recebido cartas a dispensá-los "do dever de assiduidade". Mas, até então, os funcionários continuaram a deslocar-se todos os dias para os seus locais de trabalho.

Segundo o "Negócios", o Novo Banco quer concluir o processo de despedimento coletivo até ao final de maio.