Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Banco de Portugal avisa que consolidação orçamental foi interrompida em 2015

  • 333

José Carlos Carvalho

Boletim Económico divulgado esta quarta-feira aponta para agravamento do défice estrutural em duas décimas de ponto percentual do PIB. Banco central não tem ainda dados para este ano em que o ajustamento estrutural divide Governo e Bruxelas

O Banco de Portugal avisa que Portugal não fez qualquer consolidação orçamental em no ano passado. "Em termos de política orçamental foi interrompida a consolidação iniciada em 2011, em resultado da quebra da receita estrutural em 0,8 pontos percentuais, essencialmente motivada pelas receitas não fiscais", refere o banco central em comunicado na sequência da divulgação do Boletim Económico. Isto apesar de uma redução na despesa primária estrutural (sem juros) para "o nível mais baixo desde 2003".

Recorde-se que o défice baixou de 7,2% do PIB em 2014 para 4,4% no ano passado. No entanto, sublinha o BdP, em termos estruturais houve uma degradação do défice estrutural de 2,3% para 2,5%. A questão do ajustamento estrutural tem dividido Lisboa e Bruxelas e deverá continuar a fazê-lo na avaliação em curso ao Programa de Estabilidade.

O boletim divulgado esta quarta-feira o banco central diz respeito apenas à análise da economia em 2015. Foi um ano de recuperação do crescimento, de 0,9% em 2014 para 1,5% no ano passado, embora tenha havido uma desaceleração no último trimestre. O documento não olha ainda para 2016.