Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Juros da dívida em queda

  • 333

Os juros das Obrigações do Tesouro português a 10 anos prosseguem trajetória de descida desde 25 de abril. Desceram esta terça-feira para perto de 3%. Juros das obrigações gregas caem significativamente na expectativa de reunião restrita entre Atenas e alguns credores oficias para superação das atuais divergências

Jorge Nascimento Rodrigues

As yields das Obrigações do Tesouro português (OT) no prazo de referência, a 10 anos, desceram para 3,08% pelas 10h30 (hora de Lisboa) no mercado secundário da dívida soberana. Uma descida de dois pontos base em relação ao fecho do dia anterior e de oito pontos base face ao encerramento de sexta-feira passada, antes da divulgação da decisão da agência de notação canadiana DBRS que manteve o rating português acima de nível especulativo (vulgo “lixo financeiro”).

Esta terça-feira está a ser marcada por uma descida significativa nas yields das obrigações gregas no prazo de referência na sequência da expectativa de uma eventual reunião restrita ainda esta semana promovida pelo presidente do Eurogrupo (órgão de reunião dos ministros das Finanças da zona euro) entre Atenas, Alemanha, França e Fundo Monetário Internacional (FMI).

O objetivo é superar as divergências em torno do plano contingencial (de cortes planeados antecipadamente equivalentes a 2% do PIB) exigido pela última reunião do Eurogrupo antes da próxima reunião de ministros de Finanças no dia 9 de maio. Atenas não aceita legislar tal plano B em detalhe, mas apenas fazer aprovar no Parlamento um mecanismo automático de corte, solução que parece ter o apoio da Comissão Europeia. O FMI e alguns membros do euro exigem um plano detalhado antecipadamente aprovado, o que é politicamente inviável de ser aprovado no atual parlamento helénico.

As yields das obrigações gregas a 10 anos já desceram esta terça-feira 32 pontos base para 8,74%, depois de terem fechado ontem acima de 9%.