Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Impresa reduz prejuízo no primeiro trimestre

  • 333

DR

Resultado negativo de 2,4 milhões de euros entre janeiro e março traduz melhoria de 13,3% face ao período homólogo de 2015. Receitas do grupo de media recuaram 4,2% no primeiro trimestre, mas a dívida continuou a ser reduzida

O grupo Impresa, proprietário do Expresso, da SIC e da Visão, fechou o primeiro trimestre do ano com um resultado líquido negativo de 2,4 milhões de euros. Um valor que traduz uma melhoria de 13,3% face aos prejuízos registados no mesmo período em 2015.

No primeiro trimestre deste ano as receitas consolidadas do grupo situaram-se nos 47,9 milhões de euros, menos 4,2% do que no período homólogo. Um cenário motivado pelas quebras de 1,6% nas receitas publicitárias, de 12,4% na subscrição de canais e de 8,4% nos proveitos gerados pela circulação de jornais e revistas. As "outras receitas", que incluem os produtos alternativos e multimédia, cresceram 5,3%.

A dívida remunerada da Impresa voltou no entanto a descer em cerca de 3,7 milhões de euros, situando-se agora nos 194,9 milhões de euros.

Apesar do prejuízo registado até março, a administração da Impresa refere, no comunicado hoje enviado à CMVM, que "a melhoria dos resultados líquidos atingidos" e "a manutenção das principais tendências" do grupo permitem à Impresa "estimar um aumento dos resultados líquidos em 2016, bem como continuar a redução do passivo remunerado".