Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Défice agrava-se face a 2015 para 824 milhões

  • 333

O saldo das contas públicas piorou em 108 milhões de euros quando comparado com os primeiros três meses do ano passado, revelou o ministério das Finanças

O défice das administrações públicas situou-se nos 824 milhões de euros nos primeiros três meses do ano. De acordo com o ministério das Finanças, o saldo das contas públicas agravou-se em 108 milhões de euros face ao mesmo período do ano passado. "O saldo das Administrações Públicas resultou de um crescimento da receita de 0,2% e da despesa de 0,8%", lê-se no comunicado.

Este agravamento, explica o ministério de Mário Centeno, resulta "em grande parte do aumento da despesa com juros em 343 milhões de euros" já que, sublinha, "no mesmo período, o saldo primário (excluindo o efeito dos juros) registou um excedente de 1 058 ME, traduzindo-se numa melhoria de 236 milhões de euros".

As Finanças garantem que este desempenho das contas está "em linha com as metas orçamentais definidas para 2016" e destacam, entre outras coisas, o facto de, do lado da despesa, ter havido uma redução homóloga da componente primária em 206 milhões de euros e de despesa corrente ter aumentado "abaixo do crescimento previsto no Orçamento do Estado para 2016".

Ao mesmo tempo, do lado da receita, referem que a cobrança de impostos "está afetada pelos reembolsos em montante superior ao do período homólogo".