Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

“Apostava um jantar com o primeiro-ministro em como terá de subir o IVA”

  • 333

Apostar nas médias e grandes empresas exportadoras 
é a única solução que Daniel Bessa vislumbra no horizonte

Tiago Miranda

No cenário crítico traçado pelo antigo ministro da Economia, Daniel Bessa, as empresas exportadoras são a única solução para o país voltar a crescer

Quem são os culpados da crise?

José Sócrates foi o operacional que estava aos comandos no momento do sinistro. Mas os maiores responsáveis políticos estão lá atrás: são o primeiro-ministro entre 1995 e 2000 e o governador do banco central depois disso. São pessoas, não é agradável estar a falar em pessoas, mas são pessoas no exercício de funções que eram muito importantes e que podiam ter invertido o curso dos acontecimentos.

Porquê António Guterres?

A última grande oportunidade que nós tivemos para ter um futuro melhor foi na década de 90. A descida a pique dos juros trazida pela perspetiva da adesão ao euro teria resolvido o défice. Mas o Estado pôs-se a gastar dinheiro quando a economia privada por si só resolvia o problema do desemprego. É uma responsabilidade grande, que partilhei durante cinco meses e por aí me fiquei.

E Vítor Constâncio?

A profissão do primeiro-ministro é ganhar eleições e tomar medidas que favoreçam o partido. Mas o banco central não existe para ganhar eleições. Com a adesão ao euro, o Banco de Portugal difundiu a tese que um pequeno país integrado numa grande zona monetária não tem limites ao endividamento. Mas ignorou o prémio de risco que um dia viria a subir como subiu.

Leia mais na edição deste fim de semana