Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Mitsubishi falsifica testes. Ações perdem 20% em bolsa

  • 333

As ações da Mitsubishi Motor perderam 20% (mais de 1,1 mil milhões de euros). O construtor confirmou que falsificou testes de emissões de gases

A Mitsubishi Motors, o sexto fabricante de automóveis japonês, confirmou esta quinta-feira a manipulação de emissões de gases em 625.000 veículos, com o objetivo de simular um melhor desempenho do consumo de combustível do que o real.

Na bolsa de Tóquio (que fechou em alta de 2,7%) as ações da companhia sofreram um rude golpe, perto de 20%. Numa sessão a Mitsubish perdeu o equivalente a 1100 milhões de euros depois da empresa confirmar o escândalo, episódio em tudo semelhante ao que afetou em 2015 a alemã Volkswagen. Esta é a pior sessão de bolsa da Mitsubish desde 2004, quando o construtor esteve à beira da falência.

Ação deliberada

O presidente da Mitsubishi reconheceu que a falsificação, praticada desde 2013, foi uma “ação deliberada”, violando as regras adotadas pela empresa. Em comunicado, a empresa diz vai agora examinar que mercados fora do Japão foram afetados pelos modelos em causa.

O Ministério dos Transportes japonês já enviou inspetores ao centro técnico de Okazaki da Mitsubishi Motors para abrir uma investigação aos testas falsificados. O ministério quer um relatório sobre este dossiê até ao dia 27.

Este caso agrava a imagem e reputação do sector automóvel, que já sofrera um duro revés com a manipulação de emissões da Volkswagen.