Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Espanha controla 1843 empresas em Portugal

  • 333

Alex Gozblau

As participações espanholas valem €90,3 mil milhões, com a banca a representar €59 mil milhões. França, EUA, Reino Unido e Alemanha são, depois de Espanha, as nacionalidades que mais empresas controlam. China ganha relevância, detendo participações no valor de €14,6 mil milhões

De Espanha, nem bons ventos, nem bons casamentos, mas certamente muito investimento. A ‘espanholização’ e a ‘angolanização’ da banca portuguesa são um dos temas que, nos dias de hoje, mais alimentam o debate político. Contudo, no caso de Espanha, a sua influência está longe de se confinar ao sector financeiro português: o capital de nuestros hermanos é o mais presente no tecido empresarial luso, com os espanhóis a controlarem (com participações acima de 50%) 1843 empresas. França é o país que se segue no controlo de companhias portuguesas, mas só o faz em 528, seguida pelos EUA (438), Reino Unido (408) e Alemanha (359).

Segundo o estudo “Participação Estrangeira no Capital das Empresas Portuguesas”, realizado pela Informa D&B Portugal, consultora especializada em informação empresarial, estas são as principais nacionalidades do capital estrangeiro em Portugal: controlam 3630 empresas, que garantem 223,6 mil postos de trabalho e são responsáveis por mais de €51 mil milhões de volume de negócios. Ou seja, mais de 5% do emprego em Portugal e quase 30% do produto interno produto (PIB) nacional.

Na verdade, o valor destas participações de controlo (calculado a partir do valor dos ativos das empresas) ascende a €170 mil milhões, praticamente 95% do PIB português.

Leia mais na edição deste fim de semana