Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Banif pediu empréstimo à Caixa dois dias antes da resolução

  • 333

O Banif 'desapareceu' na noite de 20 de dezembro quando foi intervencionado e vendido ao Santander

Nuno Botelho

A 18 de dezembro de 2015, a administração do Banif enviou uma carta a pedir autorização para obter um empréstimo de 500 milhões de euros à Caixa Geral de Depósitos, com garantia do Estado

Dois dias antes da resolução do banco – 18 de dezembro de 2015 –, a administração do Banif enviou uma carta a pedir autorização para obter um empréstimo de 500 milhões de euros à Caixa Geral de Depósitos, com garantia do Estado. A notícia é avançada pela TSF esta terça-feira, que teve acesso a esse documento.

Essa operação é fundamentada na carta com a necessidade de "mitigar o impacto da situação excecional" vivida pela banco devido à "incerteza em torno do processo de venda" que ainda decorria, e com aquilo que descreveu como "notícias alarmistas e infundadas difundidas pela comunicação social, e que provocaram forte instabilidade e desconfiança junto dos clientes do banco", revela a TSF.

O nome da TVI nunca é referido expressamente na carta, mas durante as sessões de inquérito parlamentar muitos dos inquiridos acusaram a estação de ter causado o pânico, juntos dos seus clientes.

Na última semana de vida do Banif, o banco sofreu uma fuga de depósitos de quase mil milhões de euros. De acordo com a documentação consultada pela TSF, o regulador nunca chegou a responder ao pedido.