Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Rendas pagam reformas

  • 333

Fundo Nacional de Reabilitação do Edificado quer recuperar 7500 fogos em 10 anos

Luis Barra

Reabilitar casas para arrendar é a nova aposta da Segurança Social

O Governo vai mobilizar €1400 milhões do Fundo de Estabilização Financeira da Segurança Social (FEFSS) para investir na reabilitação e arrendamento de casas e obter rendas para alimentar este que é o único “mealheiro” das pensões dos portugueses.
O objetivo traçado para a década entre 2017 e 2026 é reabilitar um milhão de metros quadrados, dos quais 20% para comércio e serviços tradicionais e 80% para habitação, num total de 7500 fogos.

Para o efeito será criado um fundo especial de investimento imobiliário, fechado e de subscrição particular, orientado para o desenvolvimento de projetos de reabilitação de imóveis e para a promoção do arrendamento, tendo em vista a regeneração urbana e o repovoamento dos centros urbanos.
O protocolo que cria o novo Fundo Nacional de Reabilitação do Edificado (FNRE) foi assinado esta quarta-feira, por iniciativa conjunta do Governo, das autarquias de Coimbra, Lisboa, Porto e Viseu e da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

Leia mais na edição deste fim de semana