Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Presidente do Goldman Sachs ganhou mais de 26 milhões de euros em 2015

  • 333

Lloyd Blankfein, presidente do banco Goldman Sachs recebeu 30 milhões de dólares (26,3 milhões de euros) em 2015, sendo assim o banqueiro norte-americano mais bem pago do ano

O presidente do banco Goldman Sachs, Lloyd Blankfein, recebeu 30 milhões de dólares (26 milhões de euros) em 2015, o que o torna no banqueiro mais bem pago em Wall Street, segundo documentos bolsistas consultados hoje.

Em termos específicos, Blankfein, de 61 anos, recebeu um salário fixo de dois milhões de dólares, um bónus de 6,3 milhões e 14,7 milhões de dólares em 'stocks-options'.

A empresa também lhe tinha atribuído, em 15 de janeiro de 2015, um bónus de sete milhões de dólares, o que elevou a sua remuneração total para 30 milhões de dólares. Mesmo assim, este valor é inferior em 3% ao que recebeu em 2014.

Lloyd Blankfein, negociador de títulos de formação e na liderança do banco desde 2006, é o patrão mais bem pago dos seis principais bancos de Wall Street, apesar de uma queda em 31% dos lucros do Goldman Sachs em 2015.

O estabelecimento foi penalizado por uma multa de 5,06 mil milhões de dólares, por ter vendido entre 2005 e 2007 uma carteira titularizada de créditos hipotecários para habitação, isto é, crédito imobiliários convertidos em produtos financeiros que provocaram depois perdas abissais aos compradores finais.

Jamie Dimon, o presidente do JPMorgan Chase, primeiro banco dos EUA em termos de ativos, recebeu 27 milhões de dólares em 2015, mais 35% do que no ano anterior.

O australiano James Gorman, que dirige o Morgan Stanley, ganhou 21 milhões de dólares, menos 6,7% em relação ao ano anterior, John Stumpf, do Wells Fargo recebeu 19,3 milhões de dólares, tanto quanto em 2014, Michael Corbat, do Citigroup, embolsou 16,5 milhões de dólares (mais 27,5%) e Brian Moynihan, do Bank of America, 16 milhões de dólares (+23%).

Com exceção do Wells Fargo, cujos lucros anuais estagnaram nos 23,03 mil milhões de dólares, os lucros dos outros bancos subiram para níveis recordes: 24,4 mil milhões no JPMorgan, 17,4 mil milhões no Citigroup, 14,41 mil milhões no Bank of America e 6,13 mil milhões no Morgan Stanley.