Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Carlos Costa queixa-se da falta de poderes face ao Banco Central Europeu

  • 333

José Carlos Carvalho

Governador do Banco de Portugal concluiu a sua introdução de mais de uma hora na comissão parlamentar de inquérito ao Banif queixando-se de existir um desiquílibro entre o poder e a responsabilidade do banco central, limitando a sua capacidade para garantir a estabilidade do sistema financeiro

O governador do Banco de Portugal considera que "no atual quadro institucional europeu em que temos uma união bancária incompleta, existe uma assimetria entre quem tem poder de decisão sobre uma insituição bancária e quem tem responsabilidade pela estabilidade financeira".

"As autoridades nacionais permanecem responsáveis pela estabilidade financeira, mas a sua atução está condicionada pelas decisões em matéria de supervisão, de resolução e de aplicação das regras de concorrência que são tomadas no plano europeu", disse na comissão de inquérito parlamentar ao Banif, esta terça-feira.

Carlos Costa sublinha ainda que "esta limitação de poderes e de instrumentos das autoridades nacionais enfraquece a sua capacidade para garantir a estabilidade financeira".