Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Preços na produção industrial. Portugal sobe e contraria descida na zona euro

  • 333

Em fevereiro, quedas atingem 0,7% na zona euro e 0,6% na UE. Em Portugal, o indicador sobe 0,4%, diz o Eurostat

Os últimos números do Eurostat sobre os preços na produção industrial mostram que Portugal e Reino Unido contrariaram a tendência de quebra na na Europa. Em fevereiro, "as únicas subidas neste indicador foram registadas em Portugal (0,4%) e no Reino Unido (0,1%)", sublinha o gabinente de estatística da União Europeia, referindo-se à comparação com mês anterior.

No quadro da zona euro, o indicador caiu 0,7% no espaço de um mês e no conjunto dos 28 países da União Europeia a descida foi de 0,6%. A explicar esta tendência na UE, o Eurostat refere a descida de 2% dos preços no sector da energia, de 0,4% nos bens intermediários e de 0,2% nos bens de consumo não-duradouros, enquanto os bens de investimento ficaram estáveis e os bens de consumo duradouros registaram uma subida de 0,1%.

Para a zona euro, a explicação do Eurostat é similiar, apontando baixas de 2,1% nos preços do sector da energia, 0,4% nos bens intermediários e 0,2% nos bens de consumo, estabilidade nos bens de investimento e uma subida de 0,1% nos bens de consumo duradouros.

Comparativamente a fevereiro de 2015, os preços na produção industrial caíram 4,2% na zona euro e na UE28. Em Portugal também desceram, mas apenas 2,9%, enquanto no Reino Unido subiram 0,1%.

As descidas mais acentuadas foram registadas na Estánia (-5,2%), Holanda (-2,8%) e Dinamarca (-2,6%)