Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Irlanda colocou dívida a 100 anos

  • 333

No final de março, o Tesouro irlandês lançou a sua primeira “obrigação secular” através da emissão de uma “medium term note” de €100 milhões. Pagou 2,35%, menos do que Portugal paga a 10 anos

Jorge Nascimento Rodrigues

Depois da Bélgica em agosto do ano passado, a Irlanda foi, no final de março, o segundo país da zona euro a lançar uma obrigação a 100 anos através de uma operação de emissão no âmbito do programa “medium term notes” (MTN).

A National Treasury Management Agency, o equivalente irlandês ao IGCP em Portugal, anunciou uma operação de colocação de 100 milhões de euros em MTN através da Goldman Sachs e da Nomura Holdings que, segundo o jornal "The Irish Times", terá sido adquirida por uma entidade europeia do sector segurador ou fundo de pensões. O Tesouro irlandês pagou 2,35%, uma taxa inferior à que Portugal paga nas emissões a 10 anos.

Em abril a Irlanda vai comemorar o centenário do levantamento da Páscoa em 1916 que, apesar de esmagado pelo exército britânico, conduziu ao processo de independência em 1922. No domingo passado, o governo irlandês (em gestão) iniciou as comemorações em Dublin. A MTN emitida vence em 2116, no segundo centenário do levantamento.

Em agosto do ano passado havia sido o Tesouro belga a colocar 50 milhões de euros em dívida a 100 anos pagando 2,5%.

O México foi o primeiro país a colocar dívida a 100 anos denominada em euros em abril de 2015. Colocou 1,5 mil milhões de euros pagando uma taxa de 4,2%.

No mercado secundário da dívida soberana europeia, há atualmente quatro países com emissões obrigacionistas de muito longo prazo, a 40 e/ou 50 anos: Áustria, França, Reino Unido e República Checa.