Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Espanhóis da Bankinter compram Barclays em Portugal por 86 milhões de euros

  • 333

O banco espanhol Bankinter anunciou hoje a conclusão da compra do negócio de retalho do Barclays em Portugal

Bankinter, banco espanhol que avançou em setembro para a compra do negócio de retalho do Barclays em Portugal, anunciou hoje conclusão do negócio, por 86 milhões de euros

De acordo com um comunicado enviado à agência Lusa, o Bankinter concluiu hoje, após receber as devidas autorizações das entidades reguladoras, a aquisição dos negócios de banca de particulares, banca privada e parte da banca corporativa que o Barclays detinha em Portugal.

Desta forma, o Barclays continua em Portugal com o BarclaysCard (cartões de crédito) e com a banca de investimento de multinacionais e muito grandes empresas (Corporate), aquilo que o Bankinter comprou foi a operação de retalho - vulgo agências de rua - a banca privada e parte nacional da banca de empresas (pequenas, médias e grandes empresas portuguesas), segundo adiantou à Lusa fonte conhecedora do processo.

Por seu turno, o Bankinter Seguros de Vida, sociedade controlada em partes iguais pelo Bankinter e pela Mapfre, formalizou com o Barclays a aquisição do negócio de seguros de vida e pensões em Portugal pela quantia de 75 milhões de euros, o que pressupõe um PER (Price Earnings Ratio) de 5,9.

"O impacto desta operação no balanço Bankinter, na sua conta de resultados e na situação de capital e liquidez,é muito limitado e perfeitamente suportável", assinala no comunicado Maria Dolores Dancausa, presidente executiva do banco espanhol, destacando ainda que "os termos financeiros da operação são favoráveis e permitem criar valor para os acionistas do Bankinter desde o início da operação".

O comunicado destaca ainda que, nos seis meses que decorreram desde o acordo de compra, o Bankinter pôde confirmar que o negócio adquirido ao Barclays em Portugal "representa uma excelente plataforma para acelerar a sua internacionalização e aproveitar as oportunidades de crescimento que o mercado português oferece".

"É uma excelente plataforma para beneficiar do potencial que Portugal oferece, um país estratégico cuja economia começou a recuperar e com um sistema financeiro que se encontra em pleno processo de consolidação e reestruturação. Com esta operação, o Bankinter procura afirmar-se como um 'player' de referência no novo panorama financeiro europeu", refere Maria Dolores Dancausa.

No comunicado pode ler-se ainda que a operação do Barclays" é financeiramente sã, depois de profundas reestruturações nos últimos anos. Tem uma dimensão adequada, uma equipa qualificada e um perfil de negócio e de clientes muito focado na banca privada e empresas, semelhante ao do Bankinter".

O Bankinter, que celebrou em 2015 o seu 50.º aniversário, é pioneiro em banca telefónica, aposta na tecnologia e inovação, tendo obtido em 2015 um lucro líquido de 375,9 milhões de euros, um crescimento de 36,3% face ao ano anterior.