Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Novo Banco à espera de €317 milhões de Angola

  • 333

nuno botelho

O Banco Económico, ex-BES Angola, tem até 30 de abril para saldar o empréstimo de 317 milhões de euros

Começa esta quinta-feira o roadshow para a venda do Novo Banco em Nova Iorque, com Stock da Cunha e Sérgio Monteiro em regime de contactos, durante dez dias. Mas existem notícias que podem vir a não ser bons argumentos nas apresentações.

Segundo o "Jornal de Negócios", o Novo Banco tem 317 milhões de euros para receber do Banco Económico, instituição angolana que sucedeu ao BES Angola depois da intervenção das autoridades de Luanda, no verão de 2014. Este crédito vence a 30 de abril.

Na sequência das "decisões de saneamento financeiro do BES Angola" em outubro de 2014, o Novo Banco ficou com dois empréstimos ao Banco Económico: cada um com um valor de 317 milhões de euros. Além destes valores, o banco de transição ficou ainda com uma participação de 9,7% no Banco Económico, avaliada na altura em 54 milhões de euros. Entretanto, um dos empréstimos de 317 milhões de euros já foi saldado.

Estes 688 milhões de euros são os despojos da linha de financiamento que o BES tinha com o BES Angola e que ascendia a 3.438 milhões de euros quando o antigo banco da família Espírito Santo foi alvo da medida de resolução, em Agosto de 2014, escreve o "Negócios".

Por imposição de Bruxelas, a participação de 9,7% no Banco Económico terá de ser vendida num horizonte de cinco anos, o prazo de execução do plano de reestruturação do Novo Banco.