Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

PSI-20 abre em terreno positivo

  • 333

O índice bolsista português começou o dia a subir 1,14% para os 5.103,35 pontos, num momento em que as bolsas europeias reagiram positivamente ao anúncio de que a subida dos juros nos EUA será feita de forma gradual ao longo do ano

O índice bolsista português PSI-20 abriu o dia a subir 1,14%, acompanhando a reação favorável das praças europeias, que esta quarta-feira estão a registar ganhos de aproximadamente 1% impulsionadas pela garantia dada pela presidente da Reserva Federal dos EUA, Janet Yellen, de que a subida dos juros no mercado norte-americano será gradual, o que levou o dólar a cair ligeiramente.

A subida do PSI-20 resulta, principalmente, dos comportamentos favoráveis das ações da Galp e do BCP. Os títulos do banco recuperam de uma forte descida sofrida na sessão bolsista de ontem, terça-feira, valorizando hoje 1,75%. A Galp, por seu turno, subiu 1,51%, cotando-se a 11,115 euros por ação.

Na Europa, os principais mercados bolsistas apresentaram esta quarta-feira uma tendência global positiva, transacionando com valorizaçõe. O principal índice bolsista europeu, o Stoxx600, abriu a subir 0,81%. Já o Japão fechou a cair 1,31%.

Para o comportamento favorável das praças bolsistas contribuiu decisivamente o "travão" que a Reserva Federal dos EUA colocou nas expectativas internacionais que começaram a circular em vários mercados de que haveria uma nova subida dos juros norte-americanos em abril. No entanto, os esclarecimentos públicos de Janet Yellen levaram o dólar dos EUA a desvalorizar.

O comportamento da cotação do petróleo também foi no sentido da alta, que compensa a desvalorização do dólar (o barril de petróleo é negociado em dólares). O petróleo dos EUA - o West Texas Intermediate (WTI) -, negociado em Nova Iorque valorizou 1,41%, cotando-se a 38,82 dólares, enquanto no mercado londrino o petróleo do Mar do Norte - o Brent - subiu 1,07%, atingindo os 39,56 dólares por barril.

Nos outros mercados, os juros da dívida portuguesa a 10 anos desceram ligeiramente para os 2,906% enquanto o euro valorizou 0,21%, fixando-se em 1,1314 dólares.