Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Bolsas continuam em alta na Europa e em Nova Iorque

  • 333

As bolsas europeias fecharam esta quarta-feira a ganhar 1,2%. Índices de Wall Street e Nasdaq subiram cerca de 0,5%. Índice PSI 20 em Lisboa avançou 1,6%, com BCP e Montepio a registarem perdas e BPI a fechar com uma subida de quase 5%. Preço do Brent desce para 40 dólares

Jorge Nascimento Rodrigues

As bolsas de Nova Iorque fecharam com ganhos de cerca de 0,5% esta quarta-feira, pela terceira sessão consecutiva, depois das bolsas da Europa terem registado uma subida de 1,2%. Em virtude dos ganhos nas três principais regiões do mundo financeiro, o índice mundial MSCI subiu 1,17%,um avanço significativo relativamente aos ganhos de 0,23% e 0,48% nas duas sessões anteriores da semana.

Continua a fazer sentir-se no ”sentimento” dos investidores o efeito positivo das declarações de Janet Yellen, presidente da Reserva Federal norte-americana, na terça-feira em Nova Iorque acentuando uma estratégia de “cautela” nas decisões do banco central em relação a novos aumentos das taxas de juro ainda este ano.

O “efeito Yellen” teve impacto logo na terça-feira em Wall Street e prolongou-se esta quarta-feira na Ásia (com exceção da bolsa de Tóquio), Europa e, de novo, nos índices bolsistas nova-iorquinos.

Em Nova Iorque, o índice Dow Jones 30 fechou a subir 0,47%, o índice S&P 500 avançou 0,5% e o índice geral do Nasdaq (a bolsa das tecnológicas) ganhou 0,47%. Na Europa, o índice CAC 40 da bolsa de Paris registou uma subida de 1,8%, liderando os ganhos nas principais praças financeiras. Registaram-se subidas acima de 2% nos índices de bolsas mais pequenas, como a de Oslo, Varsóvia, Budapeste, Viena e Helsínquia.

Em Lisboa, o índice PSI 20 subiu 1,6%, com o sector dos bancos dividido entre ganhos de 4,9% para o BPI e perdas de 3,26% para o BCP e 2,17% para o Montepio.

O preço do barril de petróleo de Brent – de origem europeia e que serve de referência internacional - desceu para 40,01 dólares no fecho da sessão norte-americana. O preço está a descer há duas sessões consecutivas, mas mantem-se acima de 40 dólares. O preço do Brent chegou a atingir 42,54 dólares durante a sessão de dia 18 de março, registando uma subida de 57% desde o mínimo de 27,10 dólares a 20 de janeiro no atual ciclo de queda dos preços desde junho de 2014. A subida deveu-se à expetativa gerada em torno da próxima reunião em Doha entre o cartel da OPEP e a Rússia a 17 de abril.

  • O índice bolsista português começou o dia a subir 1,14% para os 5.103,35 pontos, num momento em que as bolsas europeias reagiram positivamente ao anúncio de que a subida dos juros nos EUA será feita de forma gradual ao longo do ano