Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Banif emprestou 119 milhões ao GES quando ele já estava falido

  • 333

O banco deu crédito, ou renovou financiamento, à Rioforte numa altura em que esta já estava em colapso. Foram dois financiamentos no mesmo dia 23 de junho de 2014 que deveriam ter sido pagas um mês depois, o que não aconteceu

O Banif deu crédito de 119 milhões de euros à Rioforte, do grupo Espírito Santo (GES), em junho de 2014 quando a empresa já estava em processo de falência. Foram dois financiamentos – um de 50 milhões de euros e outro de 69 milhões de euros - concedidos no dia 23 de junho de 2014. Deveriam ter sido amortizados um mês depois mas o pagamento nunca aconteceu.

Estas duas operações fazem parte da lista de créditos do Banif à data de junho de 2015, a que o Expresso teve acesso, e aconteceram pouco antes da resolução do Banco Espírito Santo e num momento em que os problemas das empresas do GES eram publicamente conhecidos.

As duas operações foram apenas uma renovação do financiamento à Rioforte já que vieram substituir créditos que venceram nessa altura.

O “Jornal de Negócios” tinha noticiado logo em 2014 que o Banif tinha dado crédito de 50 milhões de euros à Rioforte em 2014 que tinha vencido, sem pagamento, no final de junho desse ano. Foram afinal mais 69 milhões que o Banif, entretanto já sob intervenção do Estado, perdeu na empresa o GES.

Recorde-se que a dívida da Rioforte, mais concretamente papel comercial da empresa, foi responsável pelo colapso do negócio entre Oi e Portugal Telecom. A operadora aplicou quase 900 milhões de euros em títulos da Rioforte que acabou por perder.