Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Vistos Gold a recuperar: €89 milhões em fevereiro

  • 333

O programa dos vistos dourados registou em fevereiro o melhor mês dos últimos cinco trimestres

Em fevereiro, o programa dos vistos gold registou 144 autorizações de residência e representou 89 milhões de euros de novos investimentos - 91% (81 milhões de euros) destinaram-se a negócios imobiliários. É o melhor desempenho nos últimos 15 meses, desde novembro de 2014.

Nos últimos três meses, o investimento captado representa 187 milhões de euros (crescimento homólogo de 17%), através de 304 autorizações de residência (crescimento de 14%). Até agora, o programa drenou para Portugal 1,8 mil milhões, cabendo 90% ao sector imobiliário.

Chineses lideram

Por nacionalidades, verifica-se a atribuição de autorizações a 97 cidadãos chineses, 13 brasileiros, cinco russos e 29 de outras origens. Desde o início do programa são 2345 as autorizações concedidas. Os cidadãos chineses lideram com uma quota de 78%.

A CPCI – Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário congratula-se com os estes resultados e regista que eles provam que Portugal está a reforçar “a sua posição como melhor destino europeu para investimento imobiliário”.

O volume de processos resolvido “demostra que estão finalmente a ser superadas as dúvidas quanto ao funcionamento burocrático deste regime”, refere em comunicado a CPCI.

Reis Campos, presidente da CPCI, nota que os números de fevereiro “são uma demonstração cabal de que não há quaisquer motivos para que Portugal não possa reafirmar-se enquanto um dos destinos mais apetecíveis, à escala global, para o investimento estrangeiro”.