Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Verão no Algarve alargado a novembro

  • 333

Turismo no Algarve tende a estender-se ao ano todo, segundo os hoteleiros, o que já deverá sentir-se mais em 2017

Ana Baião

Operadores internacionais querem destinos seguros e reservam por mais tempo. Páscoa já vai ser cheia

O verão começou mais cedo no Algarve. E promete alargar-se até mais tarde. As reservas começaram a disparar logo no início do ano e estão nesta altura 30% a 50% acima do ano passado, havendo já muitos hotéis esgotados.


“Está a haver grandes cancelamentos e desvios dos operadores turísticos, com o problema da descida drástica da Turquia, que é o segundo maior destino europeu e veio por aí abaixo”, salienta António Trindade, presidente do grupo Porto Bay, lembrando que os recentes incidentes no Egito ou Tunísia, além da Turquia, estão a levar operadores como Tui, Thomas Cook ou Thomson a “alargar o período de operação no Algarve, até agora muito concentrado no verão, para nove ou dez meses”. À semelhança do que sucede em Espanha, em particular ilhas Canárias, “os operadores para ganhar posição no Algarve vão também operar no inverno”, passando a cobrir o período de março a novembro, o que já terá reflexos este ano mas será sobretudo notório em 2017. No Porto Bay Falésia em Albufeira “já estou em situação de parar as vendas de maio, junho e julho porque o hotel está cheio”, adianta.


Leia mais na edição deste fim de semana