Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Quer ser sócio da Amorim?

  • 333

Chinelos flip-flop com base em cortiça chamam-se AsPortuguesas, custam entre €26,90 e €39,90

Mário Joao

Uma boa ideia chega para fazer sociedade com a maior corticeira mundial. É o caso dos novos chinelos AsPortuguesas que acabam de chegar ao mercado


Tem uma ideia inovadora para a cortiça mas precisa de um parceiro para desenvolver o produto e testar o plano de negócios? Tem um produto inovador em cortiça mas precisa de um parceiro para fazer crescer o seu negócio e aceder a novos mercados? São projetos e empreendedores como estes, propondo abordagens inéditas para a cortiça, que a corticeira Amorim promete apoiar já a partir da próxima segunda-feira, 21 de março, quando abrir o novo período de candidaturas para incubação de projetos e acesso ao capital de risco da Amorim Cork Ventures.


Sendo a primeira incubadora e capital de risco dedicada exclusivamente a negócios com cortiça, a Amorim Cork Ventures já se orgulha de apoiar empreendedores com negócios concretos, mas também quem se apresenta apenas com um produto ou somente uma ideia. Desde 2014, abriu três concursos, analisou mais de 190 projetos de 13 países e investiu acima de meio milhão de euros na incubação de 12 projetos e na constituição de cinco novas startups.


Leia mais na edição deste fim de semana