Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Presidente dos CTT ganhou quase um milhão de euros em 2015

  • 333

Francisco Lacerda, presidente dos CTT, recebeu brutos €943,7 mil no ano passado. Quase metade corresponde a um prémio de desempenho relativo a 2014. Lucro dos Correios caiu 6,6% para €71,1 milhões em 2015

Globalmente, o conselho de administração dos CTT recebeu 3,9 milhões de euros em 2015, lê-se no relatório do Governo Societário dos Correios publicado hoje. A informação sai no dia em que são revelados os resultados do ano passado. Francisco Lacerda, o presidente, é quem mais recebe: 943,7 mil euros, dos quais 429,9 mil euros correspondem à remuneração variável (prémio) de 2014. O segundo mais bem pago é o administrador financeiro, André Gorjão Costa, com uma remuneração bruta de 669,3 mil euros, dos quais 185,1 mil euros são prémio.

Os Correios, privatizados a 100%, fecharam o ano com um resultado líquido de 72,1 milhões de euros, o que se traduz num recuo de 6,6% face a 2014. A penalizar as conta dos CTT estão gastos não recorrentes de 9,8 milhões de euros, dos quais 6,4 milhões de euros estão relacionados com o lancamento do Banco CTT. As primeiras lojas do Banco CTT vão ser inauguradas a 18 de março, sexta-feira, com 52 balcões.

Os gastos operacionais dos CTT totalizaram 583,2 milhões de euros, mais 13% do que em 2014, e os rendimentos operacionais cresceram 1,3% para 727,2 milhões de euros. O EBITDA (meios operacionais libertos) cresceu 6,6% para 144 milhões de euros.

  • Anabela Campos

    Sou jornalista do Expresso desde 2008. A aventura do jornalismo começou na Agência Lusa, em 1994, depois de me ter licenciado em Ciências da Comunicação na Faculdade de Ciências Sociais de Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Seis anos depois rumei ao Diário Económico, para uma muito breve passagem. Entrei no Público em 2000 e por lá fiquei até ao final de 2007. Sempre fui jornalista de economia, mas gosto de escrever sobre muitos outros temas.