Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Protestos. Depois dos suinicultores são os produtores de leite a sair à rua

  • 333

Concentração e "tratorada" em quatro frentes a Norte. Produtores de leite exigem "medidas urgentes" para salvar o sector

Os produtores de leite estão a preparar concentrações e "tratorada" para a próxima segunda-feira, em Vila do Conde e Matosinhos São quatro momentos de protesto, entre as 10h00 e as 13h30, que incluem superfícies comerciais dos grupos Jerónimo Martins e Sonae em Matosinhos, a exigir "medidas urgentes para salvar o sector".

Em comunicado, a APROLEP(Associação dos Produtores de Leite de Portugal), CNA/APPLC (Confederação Nacional de Agricultora/ associação Portuguesa de Produtores de Leite e Carne) e FENALAC (Federação Nacional das Cooperativas de Leite e Lacticícnios) justificam esta ação de protesto, anunciada quando os suinicultores estão a caminho de Lisboa para mais uma ação de luta contra as dificuldades do sector, apontando desiquilibrios entre os custos de produção e o preço do leite.

"O atual nível do preço do leite à produção não permite a continuaçã oda atividade em Portugal", refere o comunicado que acusa diretamente os operadores da distribuição de "contribuirem para a ruína da produção" uma vez que "os preços de venda ao pública não refletem os custos de produção".

Exigindo "medidas concretas no âmbito europeu e nacional" para restaurar "um mínimo de sustentabilidade económica da produção de leite", as três organizações do sector dizem que compete, agora, aos "órgãos de soberanina, nomeadamente ao Governo, resolver a crise".