Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Chineses nunca investiram tanto na Europa como em 2015

  • 333

A aposta chinesa no mercado europeu traduziu-se no ano passado em investimentos de 21 mil milhões de euros, mais 28% que no ano anterior, segundo um relatório avançado pelo "Financial Times"

O investimento de capitais chineses na Europa atingiu em 2015 um novo recorde, somando o equivalente a 23 mil milhões de dólares, ou 21 mil milhões de euros ao câmbio atual, segundo um relatório da consultora Rhodium e da sociedade de advogados Baker & McKenzie, citado pelo "Financial Times".

De acordo com a mesma fonte, o investimento chinês no mercado europeu teve um crescimento de 28% em relação ao ano anterior. Mas em 2014 o crescimento da aposta chinesa na Europa tinha sido bem maior, com os valores investidos a duplicar face a 2013.

O relatório citado pelo "Financial Times" mostra que a Europa suplanta os Estados Unidos da América nas preferências de investimento das empresas chinesas. No mercado norte-americano o investimento chinês em 2015 rondou os 15 mil milhões de dólares.

Michael de Franco, advogado da Baker & McKenzie, comenta, a este respeito, que, apesar da turbulência económica, "vemos companhias chinesas a operar com confiança e a continuar a fazer grandes investidas na Europa e na América do Norte".

Portugal não tem passado ao lado do interesse chinês pela economia do Velho Continente. A tomada de posições relevantes em empresas nacionais ocorreu em várias áreas de atividade. As participações da China Three Gorges na EDP, da State Grid of China na REN e da Fosun na Fidelidade (que por sua vez controla a Luz Saúde) são alguns exemplos.