Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Trabalhadores do “Diário Económico” mantêm greve marcada para esta quinta-feira

  • 333

Redação do “Diário Económico” e da ETv decidiu manter a paralisação. Ainda há remunerações em atraso

A direção demissionária do “Económico” vai avaliar durante esta quinta-feira se há condições para fazer sair o jornal para as bancas. A greve mantém-se, apesar de ter sido pago nos últimos dias parte do salário de janeiro a alguns trabalhadores, confirmou o Expresso. Está em falta ainda o subsídio de Natal, parte do salário de janeiro e todo o mês de fevereiro.

Há 140 trabalhadores no “Diário Económico”, “Económico TV” e ”Economico.pt”. Na quinta-feira da semana passada, entregaram no Ministério do Trabalho, através dos sindicatos dos Jornalistas e Sindetelco, um pré-aviso de greve de 24 horas para esta quinta-feira. Alegaram o atraso no pagamento dos salários de janeiro e fevereiro, bem como do subsídio de Natal, e a drástica degradação das condições de trabalho.

Na altura em que entregaram o pré-aviso de greve, os trabalhadores sublinharam que o “Económico” é um projeto líder da informação económica em Portugal e apelaram à sociedade civil que contribua para a sua continuidade, comprando o "Diário Económico" e assistindo à ETv.

  • Raul Vaz e os três restantes membros da direção do "Diário Económico", jornal do grupo Ongoing, apresentaram esta terça-feira a demissão. Jornal vai continuar em banca. Já foi pedido um Processo Especial de Revitalização (PER)