Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Fitch baixa perspetiva da dívida portuguesa

  • 333

Agência de rating manteve rating inalterado, em ‘lixo’, mas baixou perspetiva de “positiva” para “estável”. Estima défice de 2,8% este ano e avisa que exigências de Bloco de Esquerda e Partido Comunista representam risco político no curto prazo

A agência de rating Fitch baixou esta sexta-feira a perspetiva para a dívida portuguesa de “positiva” para “estável”. Esta alteração não representa qualquer alteração na notação da dívida nacional, que se mantém em BB+, que representa o nível mais alto de ‘lixo’. A descida da perspetiva pode significar que a eventual subida para classificação de investimento – fora de lixo – está agora mais distante.

A Fitch justificou esta decisão com o facto de ter havido uma derrapagem no défice de 2015, que não ira permitir a saída do procedimento por défice excessivo, e também com os planos orçamentais do governo para este ano, que “estão também em risco”. A agência considera que “a meta orçamental de 2,2% do PIB é baseada em hipóteses otimistas para o crescimento económico e para a evolução dos preços”, que “há incerteza sobre como o novo governo vai financiar o hiato provocado pelas reversões de políticos” e que algumas medidas do lado da receita “podem ser difíceis de implementar”. Resultado: aponta para um défice de 2,8% do PIB este ano.

A Fitch reconhece que o governo de António Costa manterá uma orientação europeísta, mas avisa que “equilibrar os compromissos com as regras orçamentais da europeias e a as exigências do Bloco de Esquerda e do Partido Comunista é um desafio que levanta riscos políticos consideráveis no curto prazo”.

Neste momento, apenas a agência canadiana DBRS mantém Portugal com classificação de “investimento”, o que assegura o acesso ao programa de compra de dívida pelo Banco Central Europeu. Com o regresso de Portugal aos mercados, a partir de 2013, e a descida geral das taxas de juro na zona euro, chegou a haver a expetativa de a Fitch poder subir o rating a curto prazo.